Testes de personalidade ajudam a dar um norte para a vida e a carreira

01 de fevereiro de 2021 0 min

Aplicados pelas empresas em processos de seleção, os testes também são instrumentos de autoconhecimento muito úteis  

Os testes psicológicos são muito importantes nos processos de seleção feitos pelas empresas. Uma de suas categorias são os chamados testes de personalidade. Há várias correntes teóricas sobre eles, mas em geral todas elas trabalham com padrões gerados a partir de motivações e crenças que carregamos ao longo da vida. 

É claro que nem todos os testes do mundo permitem prever com cem por cento de certeza como será o comportamento de um colaborador. Mas é a partir deles  que os empregadores acabam descartando vários candidatos nas primeiras etapas, já que tornam possível perceber quais pessoas têm perfil compatível com a vaga e com a cultura da empresa. 

Sabendo disso, mantenha-se informado sobre as técnicas utilizadas. Mas nunca tente decorar os testes.  É importante ser verdadeiro com os recrutadores e consigo mesmo.  

Os testes também são muito importantes para os próprios candidatos a uma vaga ou para quem está trabalhando e deseja dar uma guinada, mas está cheio de dúvidas. Um teste bem feito, com honestidade e autocrítica, também é um instrumento valioso para o auto-conhecimento. Os insights que ele trará sobre sua personalidade podem ajudar inclusive a avaliar se suas escolhas profissionais estão de acordo com suas características pessoais e desejos mais íntimos.  

A maioria dos testes de personalidade analisa os principais atributos de personalidade que se mantêm razoavelmente estáveis no longo prazo: extroversão, agradabilidade, diligência, estabilidade emocional e curiosidade intelectual. Conhecer essas características torna-se muito útil na hora de entender o seu alinhamento com funções e tarefas específicas de cada trabalho. 

Para garantir mais clareza nas decisões sobre a carreira profissional, você deve entender melhor o conjunto de competências e habilidades que cada uma delas exige. Também é importante diferenciar interesse de aptidão a fim de descobrir qual atividade oferece o maior equilíbrio entre os seus interesses e suas aptidões.  

O nível de stress tende a ser menor quando a atividade profissional se encaixa adequadamente no perfil de personalidade. O desequilíbrio entre os dois aumenta a insatisfação, levando a níveis de estresse extremo. Imagine alguém muito introvertido que ocupe um cargo de grande interação social, ou o contrário - pessoas extrovertidas em atividades solitárias. 

Os testes também contribuem para que se mapeie a tolerância ao risco e como isso se reflete em sucesso e bem-estar, de acordo com a atividade exercida.  

A seguir conheça alguns dos seis testes de personalidade mais aplicados atualmente: 

Teste de Atenção Concentrada: 

Ele é aplicado com o objetivo de avaliar o foco e capacidade de concentração que a pessoa possui ao realizar uma atividade, diante de vários cenários.  

Quati: 

Esse teste procura identificar padrões de comportamento referentes ao trabalho em grupo. A partir das escolhas de cada indivíduo, é possível identificar em que tipos de equipe ele pode se relacionar melhor.  

Teste Palográfico

Ele é o famoso teste dos traços verticais e paralelos, aplicado durante o processo de habilitação para dirigir.  Ele possibilita medir a capacidade de concentração, foco e velocidade de resposta da pessoa frente a mudanças repentinas.  

Inventário Fatorial de Personalidade (IFP): 

Essa ferramenta é utilizada para avaliar a maneira de como um indivíduo se comporta em treze contextos diferentes: assistência, dominância, ordem, deferência, interação, desempenho, exibição, afago, mudança, persistência, agressão, autonomia e afiliação.  

Teste não verbal de inteligência: 

A sua finalidade é avaliar um dos tipos de inteligência no candidato, a lógico-matemática. Ele é realizado através de atividades gráficas ou numéricas.  

Teste de Raciocínio Lógico: 

Esse teste é realizado para avaliar a capacidade de raciocínio lógico e resolução de problemas  dos candidatos.  

Z-Teste: 

Ele é utilizado para avaliar traços funcionais e dinâmicos da personalidade, com base no famoso teste de Rorschach. 

Inventário de Administração de Tempo: 

Esse teste é aplicado para analisar como as pessoas utilizam o seu tempo no trabalho. Ele pode detectar padrões como hábitos de procrastinação e foco em metas. 



 
 


Compartilhe