UniOpet oferece acompanhamento multidisciplinar gratuito para pessoas que tiveram Covid-19

22 de outubro de 2021 0 min

Professores e alunos dos cursos de Fisioterapia, Nutrição, Psicologia e Educação Física avaliam recuperação de colaboradores em tratamento pós-Covid


Os cursos de Educação Física, Fisioterapia, Nutrição e Psicologia do Centro Universitário UniOpet estão fazendo acompanhamento e avaliação do impacto da Covid-19 em colaboradores da instituição que se recuperam da doença. O projeto piloto iniciou nesta semana e a avaliação começa com uma entrevista. Conforme a necessidade de cada paciente, podem ser feitas intervenções cardiorrespiratórias e musculares no laboratório de Cinesiologia do UniOpet, no Campus Rebouças. Os atendimentos são feitos por professores e alunos da instituição com expectativa de inscrições para a comunidade externa em 2022.

“Nesse projeto, o colaborador participa de uma série de avaliações para sabermos o impacto da Covid-19 na sua saúde. Além disso, também é convidado a ser atendido com protocolos técnicos e validados para reabilitação muscular, respiratória, neurológica, entre outras. Em média, cada pessoa dedica duas horas semanais para este cuidado com a ajuda da nossa equipe. As intervenções ocorrem nas segundas, terças e quintas”, explica o professor Wagner Luis Ripka, coordenador do curso de Educação Física do UniOpet.

Ele detalha a seguir como funciona o projeto, a duração e abrangência:

Como surgiu a ideia?

A professora Susana Vilas Bôas Favaro, do curso de Educação Física, trouxe a ideia do projeto para trabalharmos como extensão no curso. O tema pós-Covid tem sido frequente em publicações da saúde e eventos científicos. Esse quadro é, inclusive, considerado tão grave quanto a própria doença. Vimos a possibilidade de integrar mais cursos da área da Saúde e, assim, poder fornecer um atendimento multiprofissional para a comunidade interna do UniOpet e, no futuro, também para a externa.

Como é feito o acompanhamento do paciente?

O paciente é contatado pelos alunos de Psicologia em uma primeira entrevista, sobre o impacto da doença em questões de ordem mental. Normalmente por vídeo chamada, com duração de 25 a 35 minutos. Após esse contato, é agendado o atendimento com os acadêmicos e professores da Educação Física e Fisioterapia. As áreas alternam o atendimento, que acontece duas vezes na semana, com duração de 30 a 35 minutos, aproximadamente.

Nossos acadêmicos passaram o primeiro semestre de 2021 debruçados sobre a literatura científica associada ao tema "reabilitação pós-Covid19" e "impactos da doença". A partir disso, foi adaptado um protocolo para entrevista e reabilitação de acordo com a nossa realidade. Os participantes inicialmente fazem testes de capacidade cardiorrespiratória, seguido de testes de força e equilíbrio. O atendimento envolve desde exercícios em esteira, bicicleta, plataforma de equilíbrio e musculação até atividades de alongamento e fisioterapia respiratória. Cada paciente tem uma intervenção específica conduzida pelos nossos alunos com supervisão dos professores de cada área

Quanto tempo deve durar o projeto? 

Essa primeira etapa vai durar quatro semanas. A ideia é que nosso colaborador possa cuidar da saúde junto com os professores e acadêmicos da saúde, proporcionando uma rápida recuperação de possíveis sequelas do Covid-19.

Além disso, o projeto busca reduzir os dados de sedentarismo que estão em níveis alarmantes na cidade e no mundo. Em 2020, a Organização Mundial da Saúde revelou que mais de 5 milhões de mortes poderiam ser evitadas se a população fosse mais ativa. O intuito do projeto, apesar de estar indiretamente ligado ao combate do sedentarismo, tem como foco proporcionar uma melhora na qualidade de vida da pessoa que foi acometida pela Covid-19.

Para os alunos, que estão auxiliando esse acompanhamento na prática, quais são os aprendizados que eles vão levar para o mercado de trabalho?

Os alunos estão aprendendo, desde os períodos iniciais, como efetivamente fazer um levantamento teórico baseado em evidências científicas, tratar a Covid-19 ou qualquer outra condição, como cardiopatias, atendimento pós-cirúrgicos, lesões articulares. Após o conhecimento teórico, eles são conduzidos para os treinamentos supervisionados dos protocolos de intervenção e por fim encontram-se com o paciente, sob supervisão constante dos professores do projeto. Além disso, o projeto busca formar os alunos para também repassar os conhecimentos para outros colegas e assim formar novos colaboradores.

Sobre‌ ‌o‌ ‌UniOpet‌

O‌ ‌Centro‌ ‌Universitário‌ ‌UniOpet‌ ‌tem‌ ‌a‌ ‌sua‌ ‌formação‌ ‌apoiada‌ ‌na‌ ‌experiência‌ ‌de‌ 48 ‌anos‌ ‌de‌ ‌ensino‌ ‌do‌ ‌Grupo‌ ‌Educacional Opet, cujo‌ ‌pioneirismo‌ ‌e‌ ‌‌espírito‌ ‌empreendedor‌ no Paraná ‌são‌ ‌características‌ ‌marcantes‌ e ‌fazem‌ ‌parte‌ ‌do‌ seu ‌DNA‌.‌ ‌ Em dois campi (Centro Cívico e Rebouças), com 37 cursos de graduação nas modalidades presencial, semipresencial e EAD, e 33 cursos de pós-graduação, o‌ ‌trabalho‌ ‌do‌ ‌UniOpet é dedicado à formação de profissionais para o mercado de trabalho, indo além do ensino, com enfoque na empregabilidade de seus estudantes. Nossa missão é oferecer a “Preparação para transformar o seu mundo, e o nosso” por meio de uma educação de qualidade, alinhada à realidade do mercado e atenta à prática profissional.