Síndrome de Burnout: quando muito estresse no trabalho pode se tornar uma doença

10 de setembro de 2020 0 min

O esgotamento físico e mental devido a muito estresse no trabalho não acontece apenas em trabalho presencial. Como tem sido esta situação em tempos de afastamento social e como prevenir? Confira:   

De acordo com o Ministério da Saúde a Síndrome de Burnout ou Síndrome do Esgotamento Profissional é um distúrbio emocional moderno que tem como sintomas exaustão extrema, estresse e esgotamento físico resultante de situações de trabalho desgastante, que demandam muita competitividade ou responsabilidade.  

A principal causa da doença é justamente o excesso de trabalho. Esta síndrome é comum em profissionais que atuam diariamente sob pressão e com responsabilidades constantes, como médicos, enfermeiros, professores, policiais, jornalistas, dentre outros. 

Traduzindo do inglês, "burn" quer dizer queima e "out" exterior.  A Síndrome de Burnout também pode acontecer quando o profissional planeja ou é pautado para objetivos de trabalho muito difíceis, situações em que a pessoa possa achar, por algum motivo, não ter capacidades suficientes para os cumprir. 

Essa síndrome pode resultar em estado de depressão profunda e por isso é essencial procurar apoio profissional no surgimento dos primeiros sintomas.  

Quais são os principais sintomas da Síndrome de Burnout?  

  1. Cansaço excessivo, físico e mental. 
  1. Dor de cabeça frequente. 

  1. Alterações no apetite. 

  1. Insônia. 

  1. Dificuldades de concentração. 

  1. Sentimentos de fracasso e insegurança. 

  1. Negatividade constante. 

  1. Sentimentos de derrota e desesperança. 

  1. Sentimentos de incompetência. 

  1. Alterações repentinas de humor. 

  1. Isolamento. 

  1. Fadiga. 

  1. Pressão alta. 

  1. Dores musculares. 

  1. Problemas gastrointestinais. 

  1. Alteração nos batimentos cardíacos.  

Normalmente esses sintomas surgem de forma leve, mas tendem a piorar com o passar dos dias. Por essa razão, muitas pessoas acham que pode ser algo passageiro. 

Para evitar problemas mais sérios e complicações da doença, é fundamental buscar apoio profissional assim que notar qualquer sinal.  

Como prevenir a Síndrome de Burnout em tempos de Pandemia do Covid-19?  

Nos últimos meses as incertezas ocasionadas pela Pandemia do Covid-19 têm sido uma constante na vida de todos. O medo e a falta de informações mais precisas do que irá acontecer no mundo, tudo isso agravado pelo isolamento social.  

Muitas pessoas estão em casa, mas continuam trabalhando remotamente. Porém na situação atual isso pode representar alguns perigos para a saúde mental dos colaboradores, gerentes, líderes, CEO’s e donos de empresas. O ideal é evitar que o estresse se transforme nessa síndrome através do incentivo de ações que quebrem a rotina.  

  1. Defina pequenos objetivos diários na vida profissional e pessoal. 

  1. Participe de atividades de lazer com amigos e familiares mesmo que de forma remota. 

  1. Faça atividades que "fujam" à rotina diária, como ver filmes, séries, desenhar, cozinhar em família... 

  1. Evite o contato com pessoas "negativas", especialmente aquelas que reclamam do trabalho ou dos outros 

  1. Converse com alguém de confiança sobre o que se está sentindo. 

  2. Faça atividades físicas regulares. Pode ser academia, caminhada, corrida, bicicleta, remo, natação etc. 

  1. Evite consumo de bebidas alcoólicas, tabaco ou outras drogas, porque só vai piorar a confusão mental. 

  1. Não se automedique nem tome remédios sem prescrição médica. 

 


Por


Comentários