Pensando em não tirar férias? Não faça isso

18 de janeiro de 2021 0 min

Desligar-se do trabalho revigora as energias e abre espaço para a criatividade 

Pensando em desistir das férias por causa da pandemia? Saiba que essa pode ser sua pior escolha nesse ano maluco, em que ficar em casa não teve nada a ver com descansar o corpo e a cabeça. 

Ao contrário! Tivemos que aprender a trabalhar nos lugares antes reservados ao sossego. Pelo menos para quem não tem crianças e cães esbanjando energia. Muitos tiveram que improvisar um local de trabalho em casa, equilibrando o notebook nos joelhos ou na mesa da sala. 

E certamente não foi fácil saber a hora de parar, dividindo o tempo entre as atividades profissionais e as demandas da casa. Entre atender um cliente, escrever um projeto, fechar uma venda, redigir um texto, havia também a roupa suja para por na máquina, o almoço para fazer, a tarefa dos filhos e o xixi do cachorro. 

Muitos estudos indicam que o desempenho despenca quando trabalhamos por períodos longos sem parar para descansar. Além disso, os benefícios que você obtém quando tira férias são claros: a produtividade melhora, o estresse diminui e a saúde mental, em geral, melhora. E também estimula a criatividade. 

Por tudo isso, e também porque você merece, é preciso tirar férias, ainda que sejam mais curtas e longe do ideal. 

Uma pesquisa realizada com atletas de elite demonstrou que é o descanso que proporciona bons níveis de desempenho; a mesma coisa se aplica a nós. Quando saímos de férias, voltamos com mais energia e com maior concentração. Algumas empresas estão agora exigindo que os funcionários tirem uns dias de descanso. 

As férias podem até mesmo ajudar nos seus próprios resultados finais: pesquisas demonstram que aqueles que tiram mais de dez dias de férias estão 30% mais propensos a ter aumento de salário, e aqueles que tiram férias regularmente têm maior satisfação no trabalho. 

Embora seus planos possam parecer diferentes do que eram antes, abaixo estão algumas dicas para desligar-se do trabalho e renovar as energias: 

Mude de ambiente. 

As férias não precisam envolver viagens longas. O bom é ir a algum lugar que seja diferente da rotina diária. Por exemplo, uma pequena volta de carro, um passeio mais longo na estrada ou uma visita a um parque do outro lado da cidade. Se tiver uma folga na carteira, passe uns dias na praia. Muitos hotéis oferecem hospedagem com regras de distanciamento social.  

Planeje com antecedência. 

Uma escapada pode ser divertida, mas é bom planejar um pouco para evitar imprevistos. Além disso, ao planejar as férias você já dá início à diversão, antecipando os bons momentos de ócio e lazer.  

Pense na experiência desejada

Cada um tem sua própria ideia de férias ideais. Por isso penso em qual é a sua ideia de diversão e de descanso. Pode ser uma maratona de filmes ou uns bons livros sem hora para deitar e levantar, mexer nos vasos de plantas e até mesmo pintar as paredes de casa. Há quem precise de um pouco de aventura. O importante é manter-se seguro, longe da Covid-19.  

Passe um tempo ao ar livre

Caseiro ou não, passe um tempo ao ar livre e pegue um pouco de sol.  

Desconecte-se

Talvez esse seja o ponto mais importante e mais difícil dessas férias atípicas. Desligue-se do trabalho, do chefe, dos clientes, das tarefas. Não trabalhe nas férias. Esse é o tempo que o nosso cérebro usa para se desligar da avalanche de demandas cognitivas que vêm com o trabalho. Ele cria espaço para o despertar da criatividade e nos permite estar com nossas famílias ou parceiros de viagens.  

Crie lembranças

Fotografe suas atividades de férias, mesmo que elas pareçam pouco interessantes. Bons momentos devem ser cultivados e essas lembranças vão ser importantes no futuro. 




Compartilhe