Eleições 2020: é chegada a hora de exercitar democracia e cidadania

13 de novembro de 2020 0 min

No próximo domingo todos os brasileiros são convocados a exercer o direito ao voto para escolher os prefeitos e vereadores de suas cidades  

Não se fala em outra coisa em qualquer roda de amigos ou familiares: domingo, próximo dia 15 de novembro a partir das 7h00,  é o momento de decidir os prefeitos e vereadores dos municípios brasileiros. Entre tantas conversas que estão ocorrendo - sobre potenciais candidatos, partidos, coligações, etc - muito pouco se fala sobre a responsabilidade que cada cidadão tem com as escolhas que fazem. 

Quase não se faz a reflexão sobre cobranças após o ato de escolher, sobre acompanhar o trabalho dos eleitos e assuntos derivados destes. É bem comum a gente ouvir que “brasileiro tem memória curta” e esquece em poucos meses em quem votou. Por isso é preciso estreitar nosso relacionamento com a política para que entendamos que, mais que votar, é importante saber cobrar os escolhidos para nossos poderes Executivo e Legislativo.   

Como cultivar uma consciência política?   

A verdade é que este tema precisa ser discutido em casa e na escola desde a mais tenra infância sem fazer juízo de valor ou “panfletagem”. Os relacionamentos humanos em sua totalidade são permeados por política. Se você buscar consciência no dicionário, descobrirá que significa ter a faculdade de estabelecer julgamentos morais dos atos realizados, ou seja, refletir sobre as escolhas e decisões tomadas, em seus vários aspectos, considerando-se a moral e a ética nos critérios estabelecidos. 

A política, dentre alguns conceitos que o dicionário apresenta, seria a habilidade no trato das relações humanas, com vista à obtenção dos resultados desejados.  

Isto significa que a sociedade deve ter a plena capacidade para tomar decisões morais e éticas quanto à escolha de seus representantes, que tenham a habilidade de defender os interesses da coletividade e não de particulares. Para muitos, ao ver isto, acham que se trata de uma utopia, um sonho, ao muito distante da realidade. 

Mas não, é um direito valioso poder votar. O Brasil já passou por épocas em que o cidadão não tinha o direito de votar, manifestando sua opinião cidadã quanto à condução das coisas públicas, o bem comum. Nossa Constituição assegura o direito de eleição a todos os brasileiros. Todos somos responsáveis pela vida de todos; um tem ingerência na vida do outro. Isso é verdade pelo fato de vivermos em sociedade, e não em compartimentos estanques. 

Isso nós chamamos de Cidadania ativa.   

Voto Consciente   

E como posso exercer minha cidadania com discernimento e sabedoria? Única e exclusivamente através do conhecimento. O voto consciente é aquele que foi dado após estudo dos candidatos, dos partidos,  das propostas que vão de encontro com a necessidade coletiva do local onde cada eleitor vive.  


 
 



Por


Comentários