Como o medo pode prejudicar sua carreira

28 de agosto de 2020 0 min

Você se sente inseguro (a) no seu trabalho ou na sua carreira profissional? Como a inteligência emocional pode te ajudar neste processo?   

Para falarmos sobre medos no trabalho, precisamos antes entender de onde vem as inseguranças. No caso do mercado de trabalho, normalmente, ela vem de um sentimento de incapacidade e insegurança. 

O que já ouvimos como a tal síndrome do impostor. Quando você não acredita na sua potencialidade como um profissional de talento por mais que os seus pares o vejam como tal.  

Isso acaba ocasionando uma série de problemas em sua vida profissional e também, por consequência, pessoal. A inteligência emocional bem desenvolvida pode ser uma arma importante para este processo. Através do autoconhecimento podemos nos encontrar com todas as nossas potencialidades, talentos, características e fraquezas. 

Uma vez se deparando com cada uma delas ficará mais difícil não acreditar que é capaz de desempenhar bem uma tarefa para a qual se preparou, estudou e treinou bem. Conhecer também nossas fraquezas nos permite diminuí-las aos poucos e, quem sabe, exterminá-las. Mas nada disso é possível se não conhecer cada um desses pontos tão íntimos de cada um. 

Que tal iniciar esta viagem ao seu íntimo para que esse processo de crescimento pessoal e profissional tenha início?    

De acordo com a revista Forbes, em matéria sobre o medo e como ele afeta as carreiras, alguns pontos importantes precisam ser conhecidos quando se fala em insegurança e trabalho:  

- Estudo feito por Ruth Soukup com mais de 4.000 pessoas identificou que o medo possui padrões distintos e se manifesta de diferentes maneiras; 

- Apesar de desafiador, o medo pode revelar características positivas e agregadoras sobre cada pessoa; 

- Identificar e compreender nosso medo pode nos levar a usá-lo como ferramenta para alcançar o sucesso; 

- A falta de compreensão dos nossos próprios receios e aversões pode levar à auto-sabotagem; 

- O progresso requer mudança e deixar para trás a zona de conforto; 

- Metas de carreira precisam estar presentes diariamente. O contrário pode tornar o sonho profissional distante.  

A revista ainda fala sobre alguns tipos de "medrosos" do mercado de trabalho. Qual é o seu tipo primordial de medo? Lembrando sempre que cada um dos tipos a seguir não é apenas feito de defeitos. Mesmo com fraquezas e pontos a desenvolver cada tipo de pessoa/profissional sempre tem excelentes atributos, confira:   

O procrastinador  

Medo: De cometer um erro, que muitas vezes se manifesta como perfeccionismo ou aversão ao compromisso. 

Pontos negativos: Gosta que as coisas estejam “certas” e gasta muito tempo com pesquisa e planejamento; tem problemas para dar o pontapé inicial e sentir que as coisas estão finalizadas. 

Pontos positivos: Produz trabalho de alta qualidade, normalmente é bem organizado, e presta muita atenção os detalhes.  

O seguidor de regras 

Medo:  Medo exorbitante da autoridade, que muitas vezes se manifesta como aversão irracional a violar as regras ou fazer algo que é visto como “não permitido”. 

Pontos negativos: Fica nervoso se não fizer algo da forma que deveria ser feito; pode aderir à regras ou ao status quo às custa do próprio julgamento. 

Pontos positivos: É extremamente confiável e responsável; possui um forte senso de dever e do que é certo e errado.  

O encantador 

Medo: Luta mais com a aversão de ser julgado, o que também se manifesta como medo de decepcionar as pessoas e do que as elas possam dizer a seu respeito. 

Pontos negativos: Tem dificuldade em dizer não e se esforça para estabelecer limites; Pode hesitar em agir por temer o que os outros possam pensar. 

Pontos positivos: Tende a ser querido pelos demais e divertido; é atencioso e generoso e um ótimo jogador em equipe.  

O exilado 

Medo: Luta mais com o medo da rejeição ou de confiar em outras pessoas. 

Pontos negativos: Pode parecer ser destemido ou despreocupado quanto a o que os outros pensam; às vezes, se esforça para fazer parte de uma equipe e pode buscar um comportamento arriscado ou autodestrutivo. 

Pontos positivos: É motivado e impulsionado para o sucesso; tende a ser persistente, disposto a assumir riscos e não é facilmente desencorajado pelas falhas.  

O inseguro 

Medo primordial: Luta mais com o medo de não ser capaz, o que muitas vezes se manifesta em sentimentos profundos de insegurança e medo de não ser bom o suficiente. 

Pontos negativos: Sente-se paralisado pela insegurança e, portanto, preso; muitas vezes critica os outros como uma forma de mascarar sua própria falta de confiança. 

Pontos positivos: É muito esforçado e vai além para fazer um bom trabalho; pode ser gentil, simpático, humilde e um bom ouvinte.  

O fabricante de desculpas 

Medo: Luta mais com o medo de assumir responsabilidades, que pode se manifestar como o receio de ser responsabilizado ou culpado. 

Pontos Negativos: Frequentemente cria desculpas em vez de progresso; pode hesitar em liderar ou assumir o comando. Prefere que outros tomem decisões. 

Pontos positivos: É um bom jogador em equipe e um excelente líder de torcida; pode ser um observador atento que aprende com os sucessos e erros dos demais.  

O pessimista 

Medo: Luta mais com o medo da adversidade, que pode se manifestar como o receio de passar por dificuldades, ou o medo da dor. 

Pontos negativos: Sente-se impotente para mudar as circunstâncias; tende a ver dificuldades como sinal para abortar o projeto, em vez dificuldades que precisam ser contornadas. 

Pontos positivos: É sensível, tende a ser carinhoso, compassivo e muitas vezes é um bom ouvinte. 

 


Por


Comentários