Escrito por Grupo Opet | Atualizado em 7 de agosto de 2018

Compartilhe:

Ela é uma das graduações mais antigas e tradicionais. No Brasil, lidera o ranking do número de estudantes matriculados, chegando à marca de 800 mil em todo o país. O Direito sempre despertou interesse e continua sendo a opção de diversos universitários. Não à toa! Afinal, o mercado de trabalho para quem é formado nesta área é amplo e necessita constantemente de bons profissionais.

Caso você ainda possua dúvidas sobre qual o curso ideal a seguir, vamos mostrar que vale a pena fazer Direito!

 

Afinal, será que vale a pena fazer Direito?

 

Uma formação, várias áreas

O(a) advogado(a) tem como principal função defender e representar os interesses de seus clientes, sejam pessoas físicas ou jurídicas. Ele(a) lida, em boa parte do seu tempo, com a mediação de conflitos. Quando não há um acordo ou este falha, há que recorrer para as instâncias da Justiça.

Quem é formado(a) em Direito pode escolher entre várias áreas de atuação, de acordo com o que mais se identifica. Por exemplo, o ramo civil atende – de forma individual – questões familiares, como divórcio e heranças.

Já quem se especializa em Direito Ambiental pode lidar com assuntos que envolvam a relação do homem com o meio ambiente. Na área de Direito Tributário, o profissional atua em situações referentes às obrigações tributárias, como a arrecadação de impostos e taxas.

Há ainda o Direito da Tecnologia da Informação (TI), que lida com recursos jurídicos de empresas de softwares e lojas virtuais. Além de relações entre usuários da Internet.

É importante lembrar que, independente da área escolhida, a pessoa formada em Direito deve ser aprovada no exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), a fim de exercer sua profissão.

 

Possibilidades da carreira jurídica

Fora as alternativas já mencionadas, provando que vale a pena fazer Direito, é possível desenvolver uma carreira na área pública. Todos os anos, são abertos diversos concursos voltados exclusivamente para este ramo. Confira algumas das principais funções:

 

  • Defensor Público: atende juridicamente pessoas que não têm condições financeiras para contratar um advogado;
  • Promotor de Justiça: atua nas causas que interferem no direito do cidadão em geral, como questões de meio ambiente, consumido, desvio de dinheiro público etc;
  • Delegado de Polícia: tem como responsabilidade coordenar investigações criminais, presidir inquéritos policiais, elaborar autos de prisão etc;
  • Juiz de Direito: é uma das carreiras mais desejadas pelos profissionais da área. O juiz possui autoridade para tomar decisões, julgar e sentenciar.

 

Remuneração vantajosa

Até o presente momento, estamos respondendo a algumas dúvidas sobre o porquê vale a pena fazer Direito. Porém, ainda temos a questão salarial!

A remuneração dos profissionais deste ramo varia bastante. Ela depende principalmente do tempo de carreira e da função exercida. As consultorias que realizam pesquisas salariais apontam que um advogado, no início da atuação, pode ganhar entre R$ 3.000 e R$ 5.500. Já para quem está há mais tempo, o valor pode ultrapassar R$ 10.000.

Quando o profissional opta por cargos públicos, o salário é ainda maior. Na função de juiz, o valor inicial salarial, na maioria das vezes, está acima dos R$ 20.000.

Que tal conhecer uma área cheia de possibilidades profissionais? Entenda melhor o curso de Direito do UniOpet e tenha a visão geral desta graduação. Até a próxima!

Compartilhe: